Dia 0 – Chegada a Chaves

Como já lemos algures, cada viagem começa no primeiro passo que temos a ousadia de dar. E foi essa ousadia e sede de aventuras que nos fez escolher a Estrada Nacional 2 (N2) para partir em viagem. Talvez um pouco movidos pela pandemia que actualmente assola o mundo, virámo-nos mais para dentro e o nosso país abriu-nos as suas fronteiras dizendo “presente” para que possamos (re)descobri-lo. Nunca o desprezámos em momento algum, até porque amamos este paraíso à beira mar plantado, mas tudo isto fez-nos repensar muita coisa e, definitivamente, uma aventura pela 3.ª maior estrada nacional do mundo pareceu-nos algo imperdível. 

Em vésperas da partida pela N2 e chegados ao seu “ponto 0”, encontrámos a cidade de Chaves. Entre os seus pastéis maravilhosos e as suas gentes simpáticas e dedicadas, houve uma autêntica sensação de boas vindas e de bem receber, para nos preparar para o que estava para começar. Levou-nos mesmo a pensar que se isto era apenas o começo, o que aí viria só podia ser inesquecível! 

Mas nem tudo foi um mar de rosas para começar e acabámos por receber uma novidade menos boa logo no posto de turismo da cidade: os passaportes da Nacional 2 continuavam esgotados por enquanto e não havia previsões de entrega. A funcionária desdobrou-se em alternativas e a sua simpatia e disponibilidade (juntamente com um pastel de Chaves que comemos logo de seguida na famosa “Pastelaria Maria”) ajudaram a esquecer este contratempo que não seria o suficiente para nos estragar os planos.  

Entre o nosso vaguear por vários pontos únicos de Chaves e até a um encontro fortuito com os nossos amigos Marina e Axel (dos Destinos Vividos), não falhámos a visita a um ponto imperdível na cidade para quem vai fazer a N2: o “Templo da N2”. Ali, entre conversas apaixonadas sobre a mítica estrada e uma foto para recordar, o Daniel inspirou-nos e deu-nos uma ideia brilhante: colocarmos os carimbos no nosso livro na “Estrada Nacional 2” da “Foge Comigo!“, junto aos locais correspondentes às localidades. Dito e feito e, logo ali, carimbou-nos o livro com o carimbo do Km0. Realmente, “quem não tem cão caça com gato” e, neste momento, temos a certeza que teremos um registo completamente original do nosso percurso na N2. Se já estávamos entusiasmados com o que vinha aí, esta paragem e boa vibe que sentimos nesta conversa com o Daniel, ajudaram-nos a entrar no espírito da “mítica”, como carinhosamente é chamada esta estrada nacional que estávamos prestes a percorrer e de que tanto se fala ultimamente.

Já fora do “Templo” vislumbrámos a rotunda com o marco do Km0, que com uma luz especial de fim de tarde reflectia para nós os sonhos e desejos de todos os que ali já tinham passado. Olhámos um para o outro e percebemos os dois, mesmo sem palavras, que estávamos a sentir o mesmo. Ali começava a nossa aventura no dia seguinte, daquelas que só vivem aqueles que ousam dar o primeiro passo….

8 thoughts on “Dia 0 – Chegada a Chaves

    1. Para quem faz a Estrada Nacional 2, Chaves e Faro são os pontos altos, assim como os respectivos marcos.
      Antes de sair de Chaves não se esqueça de conhecer esta fantástica cidade repleta de riqueza natural, termal, histórica, cultural e claro 😁 gastronómica.
      Antes de partir a Ideias Essenciais Tours e Eventos pode proporcionar-lhe um tour diurno ou noturno por Chaves e acompanha-lo até à sua partida.
      Garantimos que vai adorar!

      Veja como foi a experiência deste casal:

      Para mais informações contacte-nos:
      https://www.facebook.com/ideiasessenciaistourseeventos/
      http://www.ideiasessenciais.pt
      geral@ideiasessenciais.pt

      Liked by 1 person

  1. A Rita Santos recomendou-me o vosso blog porque vamos fazer o programa com os nossos três filhos. Por acaso temos os passaportes porque pedimos que nos enviasse pelo correio. Chegaram em dois dias.

    Liked by 1 person

    1. Olá ☺️ esperamos estar a despertar um pouco mais essa vontade de partir pela mítica N2. Nós conseguimos passaportes mais à frente, em Vila Real, mas recolhemos sempre no nosso guia ao longo do caminho e ficou fantástico também. Mas se já estão prevenidas nesse sentido, melhor!
      Por enquanto vamos concluir a partilha deste diário de bordo e, nos próximos dias, vamos lançar o roteiro que fizemos, com as várias dicas, coordenadas e afins dos pontos por onde fomos passando. Boas viagens e obrigado pela mensagem ☺️

      Gostar

  2. Gosto muito de Chaves 😊 Curiosidade, foi onde passei a passagem de ano pelo primeira vez fora de casa, com uma amiga de infância e os pais dela, a mítica passagem de ano de 1999 para 2000 😉 Aí já foi há taaaaanto tempo!!

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta para Miguel A. Gonçalves Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.